Notícias

Notícias

Publicado em 10/05/2018

Institutos assinam acordo de cooperação para realizar capacitação de Organizações da Sociedade Civil (OSCs)

Institutos assinam acordo de cooperação para realizar capacitação de Organizações  da Sociedade Civil (OSCs)
Institutos assinam acordo de cooperação para realizar capacitação de Organizações da Sociedade Civil (OSCs)

De forma colaborativa e com a finalidade de promover o protagonismo de instituições
do Terceiro Setor, os Institutos Bancorbrás, BRB, Cooperforte e Sabin se uniram. No dia
27 de abril, foi assinado o Termo de Intenções para a realização do Programa de
Aceleração de Impacto Social – PAIS voltado para as Organizações da Sociedade Civil
(OSCs). A iniciativa surgiu após os quatro Institutos identificarem a fragilidade das OSCs
em se qualificarem profissionalmente para oferecer um serviço de qualidade para a
comunidade. “O nosso objetivo é formar gestores e equipes para que as organizações
alcancem a sustentabilidade financeira e administrativa”, comenta Jorge Tomio
Guiyotoku, Diretor Executivo do Instituto Bancorbrás.
O programa teve início no dia 2 de maio e terá duração média de sete meses. Cada
Instituto selecionará oito organizações que serão contempladas com a capacitação,
sob responsabilidade da Phomenta, empresa de transparência social e gestão
filantrópica. As formações abordarão temas como: melhores práticas de governança;
potencial de impacto social; transparência e responsabilidade financeira; práticas de
captação de recursos; e sustentabilidade.
O processo seletivo das organizações foi realizado pelos Institutos, somando um total
de 32 instituições, com atuação no Distrito Federal e entorno, sendo até oito fora
desse território. As OSCs, após seleção, indicarão dois representantes para
participarem do Programa, que será dividido em duas partes, sendo a primeira
composta pela “Fase de Aceleração”, com dois encontros presenciais, conferências on-
line e mentorias estratégicas; e na segunda as instituições receberão um Plano de
Sustentabilidade Financeira.

 

 

Comente essa notícia